Saiba tudo sobre iluminação. Assine nossa newsletter!

Lux e candela: conheça os principais tipos de iluminação

A iluminação é um dos itens mais básicos para a vida moderna. Ela é tão importante que já há especialistas em projetá-la da forma mais adequada para cada função e ambiente. Afinal, é essencial saber que tipo de luz pode ajudar a tornar a execução de uma tarefa o mais eficiente possível.

O primeiro objetivo da iluminação, que está relacionado às atividades laborativas e produtivas, é oferecer boas condições de visão, visibilidade, segurança e orientação em um ambiente. Além disso, a luz pode ser utilizada para ambientar espaços, ao criar efeitos.

Para ter um bom projeto de iluminação, é essencial conhecer alguns conceitos luminotécnicos. Entre eles, têm destaque duas palavras que parecem pouco usuais: lux e candela. De forma genérica, elas ajudam a definir as características de lâmpadas e luminárias.

Isso é importante porque garante que haja uma padronização das unidades de medidas. Quer saber mais sobre o tema? Então, continue a leitura!

O que é lux?

Em um projeto luminotécnico, é fundamental saber qual é a incidência de luz em cada ponto. Esse conceito é chamado de lux (lx). Assim, lux mede a iluminação de uma superfície. Formalmente, lux é uma unidade que deriva de luz, e luz vem de candela.

Dessa forma, enquanto o lúmen mede a capacidade de um ponto emissor de luz em todas as direções, o lux é influenciado por fatores como a cor das paredes (algumas absorvem mais luz, por exemplo), a reflexão dos materiais do ambiente e a distância do emissor ao ponto de incidência.

O que é candela?

A candela (cd) mede a quantidade de luz emitida no intervalo de uma extensão angular. Em outras palavras, candela é a representação da intensidade luminosa (ou seja, a distribuição uniforme) em todos os ângulos em que ela é direcionada num plano. Essa concentração de luz em uma direção específica é radiada por segundo.

Conhecer esse conceito é importante porque em iluminação a potência não diz muito. Embora seja necessária para o dimensionamento de circuitos, a luz tem grandeza própria. Por isso, é importante conhecer o fluxo luminoso, que pode ser quantificado em lúmens ou em candelas.

Qual é a relação entre lux e candela?

A diferença entre lux e candela é que lux mede a iluminação de uma superfície, não de um ângulo. Assim, quanto mais distante a superfície está da fonte de luz, menos vai ser iluminada por ela. Em geral, as medições em lux podem ser convertidas a partir de candelas, desde que a distância de medição seja conhecida.

Quando só existiam lâmpadas incandescentes, a maioria dos fabricantes tinham resultados parecidos. Por isso, era comum que a potência fosse usada como referência — afinal, as variações eram pequenas. Com a chegada da tecnologia led, as fontes são muito diferentes, pois cada tipo tem um resultado diferente em eficiência.

Quando usar esses conceitos?

Antes de comprar as luminárias para um ambiente, então, é preciso definir os sistemas de iluminação. Ou seja, deve-se saber qual ambientação se quer dar, como a luz vai ser distribuída e como a luminária vai distribuir a luz. Assim, a função a ser exercida no local é o que realmente importa.

E é aí que os conceitos de lux e candela têm grande importância. É a partir deles que se podem definir quais são as luminárias mais adequadas para cada necessidade. Para saber qual usar, portanto, é necessário conhecer em detalhes as especificações do projeto.

Gostou deste post? Quer ficar sempre bem informado sobre assuntos semelhantes? Então, curta nossa página no Facebook e veja nossas atualizações em primeira mão!

SX Lighting

| |

Tags do post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Rua José Ayrton Machado, 150
    Feital - Pindamonhangaba, SP
    CEP 12441-265

  • (12) 3641-6522