Norma de iluminação esportiva ABNT NBR-8837: principais pontos!

Você conhece a norma de iluminação esportiva ABNT NBR-8837?

É imprescindível o uso correto da iluminação de quadras esportivas, pois impacta de forma positiva na prática das modalidades, no desempenho de profissionais e atletas, na visão dos telespectadores e na segurança das pessoas.

Conhecer essa norma é essencial para qualquer pessoa responsável pela iluminação pública ou de estabelecimentos esportivos. Por isso, este conteúdo explica o que exatamente é uma NBR, qual é sua finalidade, quais são os seus principais pontos e mais. Acompanhe e aprenda!

O que é e para que serve uma NBR?

NBR significa “norma brasileira” e é um texto normativo aprovado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), instituição sem fins lucrativos, criada no ano de 1940, com a finalidade de aprovar normas técnicas para diferentes segmentos de mercado, além de trazer oficialmente as certificações ISO ao Brasil. A elaboração de NBRs envolve um consenso entre diversos profissionais experientes, pesquisadores e órgãos nacionais ou internacionais sobre determinado ramo ou atividade.

Essas normas brasileiras envolvem regulamentos, princípios e orientações sobre um processo, serviço, produto ou bem. Além disso, elas são periodicamente atualizadas, modificadas ou até revogadas para suprir necessidades do cenário moderno atual. É importante não confundir esse termo com as NR (normas regulamentadoras), que são publicadas apenas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e tratam de questões ligadas à medicina e segurança do trabalho.

Do que trata a norma de iluminação esportiva ABNT NBR-8837?

A ABNT NBR-8837 fixa como deve ser feita a iluminação artificial de áreas esportivas, seja ela externa ou interna. Veja, a seguir, quais são as pautas mais importantes que essa norma traz para ambientes esportivos.

Iluminância

A iluminância é a quantidade de luz que cobre a superfície do local, sendo medida pela unidade denominada lux (LX). A medida para quadras esportivas deve ser de 300 LX no plano horizontal, mas pode variar conforme o esporte praticado. Prezar pela boa iluminância da quadra assegura uma melhor visibilidade tanto para espectadores como para atletas, especialmente se o ambiente for fechado, não ter boa iluminação natural ou se os esportes são praticados à noite.

Temperatura da cor

A temperatura das luminárias interfere diretamente no comportamento dos indivíduos de um ambiente. Por exemplo, as luzes mais frias (são mais brancas) geram um clima estimulante, enquanto as que têm cores mais quentes (amareladas ou avermelhadas) deixam as pessoas mais relaxadas.

A cor da temperatura é medida pelo Kelvin (K), e, quanto maior for seu número, mais clara será a sua tonalidade. Para aumentar o ânimo dos presentes no ambiente esportivo, é recomendável usar luzes brancas e frias — entre 6.000 K e 6.500 K — nas quadras, nos corredores e até nos vestiários.

Ofuscamento

Esse é um fenômeno que ocorre quando alguém olha diretamente para uma luz, deixando sua visão turva ou cega temporariamente. Uma luz forte gera ofuscamento e prejudica o desempenho dos atletas durante as atividades e a visão dos espectadores. A iluminação das quadras deve ter um índice de ofuscamento unificado (UGR) de, no máximo, 22. Isso permite que os atletas consigam realizar as atividades sem se prejudicados pela luz.

A NBR-8837 se aplica ao presente momento?

A NBR-8837 não está mais ativa, pois foi cancelada pela ABNT no dia 17 de outubro de 2012, pelo fato de não ser mais utilizada pelo setor desportivo. Essa norma havia sido publicada no ano de 1985, o que significa que é possível que suas disposições estejam desatualizadas e não sejam benéficas para ambientes esportivos atualmente.

Até o presente momento, não foi publicada uma norma brasileira que substitui a NBR-8837. Portanto, os responsáveis pela iluminação devem seguir a NBR 8995-1 (que dispõe dos requisitos gerais para locais de trabalho interno) e os requisitos técnicos da federação oficial e específicos de cada esporte.

Quais são os requisitos técnicos de cada federação?

Entidades mundiais de cada esporte também trazem suas próprias regras que devem ser seguidas por qualquer ambiente que deseja ser reconhecido por elas. São informações sobre a iluminância, temperatura de cor e até ofuscância. Veja quais são algumas entidades e suas exigências.

Futebol (FIFA)

A Federação Internacional de Futebol Associação (FIFA) traz direcionamentos a serem seguidos para que os jogos de futebol sejam reconhecidos internacionalmente. Mas é recomendável aplicar suas normas mesmo quando o ambiente não seja destinado a grandes eventos. Veja:

  • temperatura de cor — acima de 4.000 K;
  • índice de reprodução de cores — valores acima de 65%;
  • iluminância — luminárias LED com iluminância acima de 2.000 lux, apenas no caso de estádios de futebol;
  • projetores — devem ter ângulo aproximado de 25º entre o chão até a base dos refletores;
  • refletores — não podem ultrapassar o ângulo de inclinação de 70º.

Essa entidade também prevê a necessidade de instalar geradores para fazer alimentação de emergência, evitando que os jogos parem por queda de luz.

Tênis (ITF)

ITF significa International Tennis Federation e se trata da entidade mundial que regulamenta tudo a respeito desse esporte, como administração, regras, promoção, estruturação, tamanho e peso das bolas, raquetes, cordas, quadras etc.

As exigências podem ser encontradas na ITF World Tennis Tour Organisational Requirements 2020 e, no que diz respeito à iluminação das quadras de tênis, as principais normas são:

  • iluminância deve ser, no mínimo, 500 lux distribuídos uniformemente pela quadra;
  • luminárias serão igualmente distribuídas na quadra e de forma que não influenciam nas partidas.

Vôlei (FIVB)

A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) é a instituição que coordena as práticas de voleibol internacionalmente. Assim como as entidades anteriores, a FIVB também trata de assuntos ligados à iluminação dos ambientes. De acordo com as Regras Oficiais de Voleibol (2017 — 2020), aprovada pela FIVB de 2016 e publicada pela Confederação Brasileira de Voleibol, a iluminação da área de jogo é de 1.000 a 1.500 luxes, que será medida a 1 metro acima da superfície.

Recomendamos que ainda seja observado o que previa a NBR-8837 (no que for cabível), já que seus direcionamentos auxiliam a minimizar o ofuscamento e indicam a temperatura da cor adequada.

Apesar da norma de iluminação esportiva ABNT NBR-8837 não estar mais vigente, é importante que os responsáveis pela luz do local adequem-se legalmente para garantir o bom desempenho das pessoas que realizam as atividades.

Quer receber informativos, publicações e outros conteúdos como este diretamente no seu e-mail? Então assine já a nossa newsletter! É gratuito!