Saiba tudo sobre iluminação. Assine nossa newsletter!

O que é iluminação industrial com protocolo de comunicação DALI?

Ter uma solução inteligente de iluminação é cada vez mais necessário para as indústrias que querem tornar sua operação mais eficiente. Por isso, tem se tornado tão importante adotar a iluminação industrial com protocolo de comunicação DALI (Digital Addressable Light Interface, ou seja, Interface de Iluminação Digital Endereçável).

O DALI é um sistema que torna o uso da luz nos ambientes mais dinâmico. Trata-se de um protocolo universal que usa a tecnologia para fazer o gerenciamento da iluminação. Todos os equipamentos desenvolvidos para esse conceito podem se comunicar entre si, independentemente de sua marca ou procedência.

Que saber mais sobre eles? Preparamos este post para ajudá-lo a compreender como o uso da iluminação industrial com o protocolo de comunicação DALI pode ser extremamente benéfico para o seu empreendimento. Venha com a gente!

O que é o protocolo de comunicação DALI

É um sistema digital de controle inteligente da iluminação de ambientes. O DALI tem comunicação bidirecional, o que significa que sua atuação vai além dos comandos enviados aos componentes da iluminação. Isso porque o controle central recebe diversos dados do sistema.

Para que haja essa troca de informações, ele é composto por dispositivos como o dimmer (regulador da intensidade da luz), a programação e os sensores de luz e de movimento. Com ele, então, é possível apagar as luzes automaticamente quando um ambiente estiver vazio ou regular a iluminação para que a luz do dia seja aproveitada de forma inteligente, por exemplo.

O DALI é totalmente digital e pode ser facilmente adaptado a diferentes projetos luminotécnicos. Uma de suas principais características é a capacidade de dimmerizar as luzes. Como o protocolo permite que os diferentes pontos do sistema troquem informações entre si, a automação se torna altamente personalizável.

Cada item do sistema de iluminação funciona como um endereço e é ligado aos demais e ao controlador DALI com cabos simples. Se algum componente do sistema apresentar defeito (uma luminária queimar, por exemplo) a informação é recebida pelo controlador central. Quando um ambiente fica vazio, o sensor de movimento informa o regulador de luz, que apaga as lâmpadas.

Quais são as características do DALI

Veja, a seguir, as características especiais do sistema:

  • é um protocolo universal aberto para equipamentos com regulação (que atendem ao padrão IEC 62386);
  • permite controlar até 64 componentes, luminárias ou sensores (desde que seja usado um repetidor) por meio de uma linha de comando com dois cabos, de forma individual ou em grupos;
  • não requer cabos adicionais para a instalação;
  • a linha de comando é protegida contra trocas de polaridade e pode ser instalada com os cabos de alimentação em um cabo de cinco condutores;
  • todas as unidades cumprem as normas de iluminação e, por isso, são facilmente integradas a luminárias.

Quais são as vantagens do DALI para as empresas

Uma das grandes vantagens desse sistema é o fato de ele permitir uma instalação em que diferentes marcas de reatores, sensores e luminárias interajam (desde que todos os itens sejam do tipo DALI). Ou seja, é uma tecnologia que oferece maior flexibilidade na iluminação dos mais diversos ambientes. Veja outras vantagens!

Monitoramento de sistema

Sensores de movimento já são bastante comuns em muitas empresas. O diferencial do DALI é a integração entre os elementos do sistema! Com ele, em vez de um sensor ser responsável por uma lâmpada, todos os sensores da rede e todas as luminárias estão integrados.

Criação de grupos de luminárias

Essa característica permite a atuação em grupos de luminárias e a criação de cenários que podem ser reproduzidos por toda a companhia, de acordo com a situação ou com o leiaute da fábrica.

Pode ser, por exemplo, que algumas salas aproveitem mais a luz do dia do que outras. Nesse caso, o sistema pode ser regulado para consumir menos energia elétrica nesses locais.

Redução de consumo

Em uma situação ainda mais particular: suponha que as mesas mais próximas das janelas precisam de menos iluminação. Nesse caso, uso da energia elétrica pode ser programado para essa especificidade.

Paralelamente, isso pode ser aliado à atuação conjunta de vários sensores de iluminação e luminárias dimmerizáveis (cuja intensidade de luz emitida pode ser regulada).

Economia com regulador de luz

Não se pode manter todas as luminárias da empresa acesas o tempo todo. Por outro lado, não é possível acendê-las uma a uma com interruptores. Com o DALI, é possível programar o sistema para que ele seja acionado apenas no horário em que as atividades do local têm início. Isso pode, ainda, ser dividido por ambiente.

Ademais, pode-se gerar um relatório de qual foi o consumo de energia em um setor ou em um grupo de luminárias durante determinado período. Dessa forma, é mais fácil adequar a programação às necessidades!

Flexibilidade

O protocolo DALI é bastante flexível e, por isso, pode ser usado nos mais diferentes espaços da empresa, seja em escritórios, galpões ou vãos livres. A iluminação em cada ambiente é controlada de forma sistemática e pode variar em relação às necessidades do local em que o sensor está instalado.

Manutenção simplificada

Como a tecnologia funciona por endereçamento, quando um elemento apresentar problemas, é possível identificá-lo facilmente. O técnico, então, vai diretamente ao local e corrige o erro.

E mais: quando se dimmeriza uma luminária, tem-se a vantagem de que não é necessário mexer no interruptor (para ligá-la e desliga-la. Com isso, sua vida útil é estendida!

Como é feita a instalação do DALI

A instalação do DALI utiliza apenas um par de fios sem polaridade para interligar todos os reatores. Ou seja, o mesmo par de fios passa por todos os drivers de forma independente da ligação elétrica do driver.

Assim, apenas um par de fios chega à central de comando — e ele pode ser conduzido por qualquer eletroduto, pois não sofre interferência de fios elétricos, de cabos lógicos de dados ou de telefonia. Com isso, tudo é simplificado, inclusive eventuais manutenções.

No sistema tradicional, por sua vez, cada driver dimmerizável é ligado à central de comando por um par de fios polarizados. Isso significa, por exemplo, que 300 drivers requerem 300 pares de fios polarizados ligados à central!

Desligar a iluminação em ambientes desocupados é a forma mais simples de reduzir o consumo de energia. Outra possibilidade de economia é a utilização da luz artificial somente onde não houver iluminação natural suficiente — nos outros casos, pode-se aproveitar a luz gratuita do sol.

Trata-se, portanto, de uma solução inteligente que está de acordo com as mais recentes necessidades do mercado. Logo, apostar na iluminação industrial com protocolo de comunicação DALI pode ajudar a organização a fazer um uso mais eficiente de recursos.

Está preparado para adotar uma solução como essa na sua empresa? Quer conhecer outras opções interessantes de iluminação para a sua companhia? Então venha saber mais sobre os refletores de LED!

Tags do post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Rua José Ayrton Machado, 150
    Feital - Pindamonhangaba, SP
    CEP 12441-265

  • (12) 3641-6522