O que você precisa saber sobre iluminação pública de LED? Confira!

A iluminação pública de LED é uma medida cada vez mais presente nas cidades. Os benefícios proporcionados para a administração pública e para a população têm impulsionado as políticas de incentivo para a mudança gradativa das luminárias em todo o país.

A Portaria nº 20, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), determinou critérios de produção e qualidade para os fabricantes dessas luminárias LED. Essa é mais uma garantia da qualidade proposta por esse tipo de iluminação, se comparado aos modelos adotados antigamente.

Para entender um pouco mais sobre as vantagens proporcionadas pela iluminação pública de LED, continue a leitura!

Avalie os benefícios da iluminação pública de LED para a gestão das cidades

O LED é um tipo de tecnologia em constante avanço na iluminação. Esse modelo tem diferenciais competitivos em relação aos utilizados pelos setores públicos nas vias e nas estradas. Veja, a seguir, as principais vantagens da iluminação pública de LED na gestão das cidades!

Redução do consumo de energia

Essa tecnologia consegue entregar, por exemplo, mais qualidade de cor e muito mais fluxo luminoso — mesmo em potência muito menor. Isso significa dizer que o consumo de energia para a produção da mesma quantidade de luz é menor, se comparado aos modelos tradicionais de carga de alta pressão.

Nesse sentido, o LED proporciona para a gestão das cidades uma economia de custos. Afinal, os municípios também precisam arcar com despesas com o consumo e tarifas de energia. Ou seja, tal qual um consumidor precisa pagar sua conta de luz, a Prefeitura também tem esse gasto fixo mensalmente.

Excelente índice de reprodução da cor

As luminárias de vapor de sódio — aquelas com tons amarelados — e de mercúrio são modelos com menor índice de reprodução de cor. Isso significa que elas impactam e modificam a distinção de tonalidades. Um veículo branco, por exemplo, ganha tons de creme, por conta do tipo de radiação desses modelos.

A tecnologia de LED, por outro lado, garante um melhor e maior índice de reprodução de cor. Dessa forma, um veículo em tons claros não tem sua tonalidade distinguida pela radiação de luz. Em vias públicas, essa percepção de cores é fundamental para garantir a segurança dos motoristas.

As únicas lâmpadas que têm índice de reprodução e qualidade de luz semelhante ao da tecnologia LED são as de vapor metálico. Elas estão presentes nas praças de pedágio e nos estádios de futebol — visto que a transmissão da televisão precisa de alta precisão de cores. As luminárias de vapor metálico, entretanto, geram gastos altíssimos.

Melhor custo-benefício do mercado

Para as cidades, o ideal é adotar a troca das luminárias de forma gradativa. Ao trocar o padrão de iluminação de certa via, a tendência é que isso seja feito já com a tecnologia LED. Dessa forma, a mudança acontece progressivamente, sem causar grande impacto em custos.

É importante, também, que a gestão pública encare a tecnologia LED como um investimento. Inicialmente, o gasto a ser efetuado para adquirir uma luminária LED é superior ao feito para comprar as de vapor de mercúrio, por exemplo. Entretanto, a diferença de preço será abatida durante os meses de uso.

Durabilidade

A luminária de LED também oferece outro benefício para as cidades: o tempo de vida útil. Normalmente, as luminárias dessa tecnologia precisam de menos manutenção, se comparadas aos modelos antigos.

O tempo de vida de uma luminária de LED é superior a 100 mil horas, tendendo a entregar uma distribuição fotoluminotécnica de maior qualidade. Isso significa dispor a iluminação nos pontos que realmente interessam.

Analise os benefícios da iluminação pública de LED para a população

A grande vantagem oferecida pela tecnologia LED para a população está no quesito segurança. Por conseguir dispor melhor a luz, os pontos de escuridão nas vias públicas, praças e estradas são reduzidos. Observe, abaixo, os principais benefícios que os dispositivos que contêm diodos emissores de luz oferecem aos cidadãos!

Menos gastos com manutenção

As luminárias de vapor de mercúrio e sódio têm menos tempo de durabilidade do que as de LED. Por isso, é comum encontrarmos vias com postes cujas lâmpadas estão queimadas. Essa manutenção é prolongada e dificultosa, devido aos prazos de editais de compras necessários para a administração pública.

Redução da criminalidade

Manter luminárias que permaneçam com sua qualidade de fotoluminosidade duradoura permite ter ruas iluminadas por mais tempo, o que não se compara com o modo que era feita a iluminação de rua antigamente. Esse benefício traz impactos à redução da criminalidade, tendendo a coibir assaltos e outras formas de violência.

Prevenção contra acidentes e incidentes

Outra vantagem para a população está nas estradas. Com as luminárias de LED, o campo de visão do motorista é beneficiado, ampliando a percepção de cores, da sinalização e dos veículos ao redor. Isso é fundamental para uma direção mais segura e para evitar acidentes no trânsito.

A iluminação de LED em praças também é fundamental para diminuir pontos de violência. O benefício pode se estender, até mesmo, à redução da necessidade de patrulhamento em algumas regiões, visto que é mais fácil ser surpreendido por um estranho escondido na escuridão, por exemplo.

Entenda o que levar em conta na hora de escolher o fornecedor

Para obter todas as vantagens proporcionadas pelas luminárias LED, é imprescindível ter um fornecedor de qualidade. Portanto, a administração pública não pode deixar de fazer uma profunda análise e estudo das potencialidades da empresa que prestará o serviço de iluminação das vias.

Antigamente, a qualidade das luminárias ficava dependente das necessidades e determinações estipuladas pelos editais. Atualmente, existem diferentes certificações obrigatórias para isso.

O INMETRO, em parceria com diferentes laboratórios brasileiros, construiu um programa voltado para as inúmeras variedades que as luminárias públicas para vias precisam ter. Todas as regras e requisitos foram estipulados por um programa sólido de proteção ao usuário, sendo muito mais seguro do que as determinações de um simples edital, por exemplo.

O fornecedor precisa estar adequado com o produto luminária pública atendendo às exigências da Portaria 20 do INMETRO, trazendo todos os ensaios garantidos em cada característica solicitada, que são:

  • relatório LM80: garantindo a durabilidade da vida útil L70 e temperatura de cor, conforme IESNA LM-79-08;
  • relatório LM79: garantindo a eficácia real do produto, curva fotométrica, fator de potência e distorção harmônica (THD) conforme IES LM-79-08, NBR 5101/2012 e IEC 61000-3-2:2014;
  • ensaio de resistência ao vento, conforme ABNT NBR 15129:2012;
  • ensaio de resistência à radiação ultravioleta, conforme ASTM G154;
  • ensaio de resistência a impacto mecânico, conforme ABNT NBR IEC 62262:2015;
  • ensaio de resistência à vibração, conforme ABNT NBR IEC 60598-1:2010;
  • ensaio de grau de proteção, conforme ABNT NBR IEC 60529:2017, entre outros ensaios e certificações.

A iluminação pública de LED é uma maneira de garantir qualidade e proteção para a população. A administração pública obtém economias imediatas — devido à maior durabilidade e à diminuição na conta de luz —, mas também percebe impactos positivos na questão de segurança pública e patrulhamento.

Descubra a importância de considerar o layout das vias públicas para a iluminação

A tecnologia LED está presente nos mais variados espaços do nosso país e já fazem parte das zonas públicas. As luminárias e refletores específicos para esse segmento aumentam a segurança, influenciam a sustentabilidade e garantem a economia de recursos públicos, não importa qual seja a largura das vias.

Por esse motivo, esses dispositivos já foram instalados na maioria dos municípios brasileiros. O impacto financeiro é positivo, tendo em vista os baixos investimentos com manutenção e a redução do valor da fatura de energia elétrica.

O layout das vias interfere nos equipamentos que serão utilizados para proporcionar iluminação adequada. As luminárias e os refletores de LED contam com potências diferentes e precisam ser instaladas na altura certa para produzir luminosidade ideal.

Não se pode comparar as ruas de uma pequena cidade com as avenidas das capitais. Por isso, os profissionais especializados avaliam e determinam quais dispositivos vão funcionar e gerar resultados, com base nas estruturas das vias.

Saiba como distribuir a iluminação em áreas públicas

Para garantir a segurança pública, a economia e a sustentabilidade, é necessário saber como se distribui a luminosidade de modo eficiente. Os projetos devem ser organizados com estratégia para atender aos objetivos das instalações.

Use a tecnologia LED nos empreendimentos públicos para obter uma distribuição de luz potencializada e clarear mais as vias de trânsito. Faça uma pesquisa com o público da região para saber quais lugares causam medo devido à ineficiência da luminosidade.

Invista nesses espaços para aumentar a proteção e a satisfação da comunidade, que é a maior interessada na iluminação. Ou seja, procure iluminar locais estratégicos apontados pelos usuários.

Compreenda por onde começar a mudar a iluminação tradicional por LED

O primeiro passo é mapear o layout das vias que deverão ser iluminadas com LED. Percorra todas as áreas da cidade, prédios públicos, monumentos, praças, estradas na zona rural e urbana. Assim, você vai descobrir onde são necessários os postes e como passará a fiação.

Além do mais, conseguirá identificar de que maneira fará a ligação com redes de distribuição de energia. Defina os parâmetros fotométricos ideais para cada local em seu município. Depois de analisar os pontos principais, avalie a possibilidade de iluminar calçadas, varandas, áreas de convés, jardins e paisagens.

Após fazer o mapeamento, consulte a Norma Regulamentadora ABNT NBR nº 5101:2018 para definir as características luminotécnicas do projeto. Estabeleça os níveis de iluminância conforme recomendação legal e calcule os fatores de uniformidade. Não se esqueça de distinguir as necessidades nas vias de trânsito rápido das praças de lazer e outros espaços diferenciados.

Crie um planejamento específico, baseado na topologia de distribuição da iluminação que atenda a todas as situações. Não perca de vista as características dos locais e os custos com equipamentos e mão de obra. Considere o uso de arranjos bilaterais opostos ou alternados, entre outros. Os dispositivos LED atuais se adaptam perfeitamente a todos os locais.

Descubra quais são os modelos mais indicados para iluminação pública

A economia depende da escolha dos itens certos para cada ambiente. Invista em materiais de qualidade e em tecnologia LED que seja comercializada por empresas confiáveis.

Bons produtos determinam o sucesso do projeto e eliminam custos com manutenções. Os refletores de LED são excelentes, duráveis, econômicas e resistentes aos desgastes do tempo. Confira alguns modelos:

  • luminária pública Fortika (potências 30W, 53W, 70W, 100W, 150W, 180W, 200W, 250W);
  • luminária pública Plus (potências 20W, 30W, 50W, 70W, 100W, 120W, 150W);
  • refletor LED High Bay (potências 49W, 95W, 145W, 185W e 238W);
  • refletor de LED industrial Smart (potências 35W, 70W, 105W, 140W, 175W, 210W, 280W, 350W e 420W);

Selecione as luminárias e os refletores de LED que atendam aos requisitos do planejamento realizado. Os dispositivos contam com tecnologia de ponta e estão ganhando espaço nos projetos de iluminação pública.

Eles emitem fachos de luz que são direcionados e não liberam poluentes na atmosfera. Por essa razão, são alternativas viáveis para todas as regiões.

Confira a relação da iluminação pública de LED com o conceito de sustentabilidade

Como você pode observar, os dispositivos de LED trazem inúmeros benefícios para a Administração Pública e também para os usuários. Quando comparadas com as luminárias convencionais, as tecnologias atuais são muito benéficas ao meio ambiente. As lâmpadas tradicionais emitem gases que poluem o oxigênio e degradam a natureza.

Já as luminárias de LED não causam danos ao ecossistema porque são constituídas por diodo emissor de luz. Elas não emitem radiação ultra violeta e não são compostas por mercúrio. O número de dispositivos enviados para descarte é muito pequeno, já que eles têm duração de até 10 anos e, em alguns casos, contam com garantia de cinco anos.

Hoje, você pode contar com tecnologias que estão promovendo um grande avanço no segmento de iluminação pública e atendem às necessidades reais dos gestores. As alternativas vão muito além de economizar recursos financeiros e energéticos, e ultrapassaram os sistemas convencionais em todos os sentidos.

A iluminação dos espaços públicos também confere beleza, tornando os locais mais atrativos. Pensando em qualidade para iluminação pública de LED, a SX Lighting é uma empresa que entende a importância de todos os ensaios para garantir a segurança do investimento dos seus clientes.

Por isso, aplica todos eles em suas linhas de produtos. Os profissionais especializados elaboram projetos luminotécnicos para a escolha dos melhores itens para cada cliente.

Agora, você já sabe o que precisa a respeito da iluminação pública de LED e pode conferir os preços do mercado. Se está em busca de qualidade e serviço de alta tecnologia para a sua cidade, procure fazer uma parceria com um fornecedor confiável e que tenha experiência nesse segmento. Afinal de contas, ele fará parte de uma mudança importante nas estruturas públicas!

Gostou do conteúdo? Então, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas publicações diariamente!