Empresa sustentável: o que é e por que sua empresa deve ser uma

Carl Sagan, famoso cientista americano, uma vez disse:” não há lugar nenhum, pelo menos no futuro próximo, para o qual nossa espécie possa migrar. Visitar, talvez, se estabelecer, ainda não. Goste ou não, por enquanto, a Terra é onde estamos estabelecidos”.

Nessa reflexão, chamada “O pálido ponto azul”, ele chama a atenção para os cuidados que devemos ter com nosso planeta, pois, por mais seguros que estejamos, a Terra está ficando doente, poluída e quente.

No entanto, na tentativa de frear ou simplesmente desacelerar os danos irreparáveis que causamos no nosso único lar, a sociedade busca soluções inteligentes que integrem esse objetivo com o modelo econômico predominante. Uma delas é a empresa sustentável, que descreveremos a seguir. Boa leitura!

O que é uma empresa sustentável?

Até o início da Revolução Industrial, a preocupação da sociedade com o meio ambiente era praticamente nula. Não havia motivos para grandes alardes, pois basicamente todos os espaços abertos para culturas de alimentos eram suficientes para pouco mais de 1 bilhão de pessoas.

Assim também era para a indústria: bem rudimentar e artesanal, com impactos despreocupantes na natureza e na comunidade. Porém, vieram outras revoluções industriais — hoje já estamos passando pela quarta — e o novo modelo de consumo da sociedade.

planeta sustenta quase 8 bilhões de pessoas, consumindo e demandando cada vez mais energia e produtos diversificados. E isso, naturalmente, gera subprodutos que retornam, muitas vezes, de forma incorreta para a natureza ou atacam partes mais vulneráveis da sociedade, freando seu desenvolvimento.

A resposta do planeta é só uma: “Não sou capaz de dar fim a todos os subprodutos de consumo sozinho”. Assim, temos aterros sanitários cada vez maiores, milhões de toneladas de lixo sendo jogados nos rios e mares, derretimento das calotas polares e muitos outros impactos diretos do uso inconsciente dos recursos do planeta.

No contexto de preocupação do final do século passado, diversas organizações — tanto governamentais como não governamentais — se uniram para estudar esses efeitos e propor soluções imediatas para conter prejuízos.

Assim, empresas sustentáveis são aquelas que promovem o desenvolvimento sustentável, ou seja, satisfazem as necessidades presentes da sociedade sem prejudicar as gerações futuras com a degradação dos recursos disponíveis, sustentando-se em pilares econômicos, ambientais, empresariais e sociais.

Quais pontos tornam uma empresa sustentável?

Fazer uso consciente e eficiente dos seus recursos, descartar corretamente seus resíduos, desenvolver as comunidades em que está inserida e estender a campanha de sustentabilidade por toda a sua cadeia produtiva são algumas das responsabilidades e compromissos que um gestor tem para deixar sua empresa sustentável.

Outra é usar a International Standards Organization (ISO) 14001, norma para as empresas dos diferentes setores de consumo que otimizam o funcionamento das atividades no que tange ao meio ambiente.

Empresas com a certificação internacional ISO 14001 fazem negócios com outras companhias do mundo preocupadas com seus impactos no planeta, sem passar por processos lentos e burocráticos de auditoria para negociar determinado produto ou serviço, semelhante ao que acontece com a certificação ISO 9001.

Para se ter uma ideia do potencial que sua empresa pode obter com a certificação ambiental, em 2016 foram certificadas 346.189 empresas em todo o mundo, com a China liderando o ranking com 33% do total e o Brasil com 0,89% dos certificados emitidos.

Há também exemplos de companhias que receberam selo de sustentabilidade atuando com direitos humanos, ética/transparência e gestão, como é o caso da Elektro (São Paulo), da Aperam (Luxemburgo) e da Basf (Alemanha), respectivamente.

Qual a importância da sustentabilidade nos dias de hoje?

Como descrito na introdução deste post, o planeta padece com o consumo inconsciente e desenfreado, de modo que se exigem medidas imediatas para desacelerar a degradação do meio ambiente.

Algumas empresas europeias e brasileiras viram esse problema e transformaram suas operações em negócios sustentáveis, controlando sua cadeia de produção e entregando ao consumidor um produto levemente mais caro, porém ecologicamente e socialmente correto.

Dessa forma, podemos continuar consumindo, mas com a consciência mais “limpa”, sabendo que aquele determinado produto ou serviço não prejudica a natureza ou que tem um fator de impacto reduzido na sociedade.

Quais os benefícios de transformar uma empresa sustentável?

Falando em termos econômicos, transformar uma empresa em um negócio sustentável requer tempo e recursos financeiros/humanos. No entanto, esse processo de transformação pode ser implementado aos poucos, dentro de um período especificado no plano estratégico.

Tome como exemplo empresas que instalaram sistemas autônomos de iluminação LED. Uma mudança simples, mas que acarreta economia imediata de até 90% de energia elétrica. Outros benefícios incluem:

  • marketing verde: hoje o mercado consumidor tem consciência no impacto que exerce no meio ambiente, fazendo com que as pessoas escolham produtos com selo verde. Tornar a empresa sustentável fará com que essa parte do mercado passe a olhar para o seu produto com outros olhos;
  • negócios: como dito anteriormente, ter certificação de “empresa amiga do meio ambiente” facilita no comércio, pois companhias alinhadas com a política de sustentabilidade procuraram por parceiros comerciais com interesses comuns;
  • impactos ambientais: sem dúvida, o planeta é quem mais se beneficia com os negócios sustentáveis. 25 milhões de toneladas de lixo e resíduos serão descartados corretamente, a extração de matéria-prima terá impacto reduzido e a emissão de gases de efeito estufa será diminuída, especialmente o CO2, que responde por 78% de todos os gases emitidos.

Como transformar uma empresa em um negócio sustentável e quais cuidados devem ser tomados?

Junto com as revoluções industriais, surgiu um perfil de consumidor cada vez mais conectado com o produto, exigindo qualidade e procedência no que consome. Nesse perfil se enquadram as pessoas que não aceitam comprar mercadorias importadas de países cujas leis não protegem o trabalhador, por exemplo.

Também há o perfil de pessoas que não consomem produtos de origem animal e as que não consomem nada que prejudique o meio ambiente. Portanto, para se manter competitivo, os gestores precisam alinhar seus interesses com os desse público. Abaixo está listado um passo a passo do que precisa ser feito na companhia para torná-la um negócio sustentável:

  • transparência: crie um portal de transparência para facilitar o acesso à informação dos seus clientes. Publique periodicamente relatórios de impactos sociais e ambientais;
  • documentos: empresas “verdes” costumam trocar completamente versões impressas de documentos por docs eletrônicos, evitando assim o uso desnecessário de papel;
  • planta de produção: revise toda a planta e adote planos de melhoria contínua. Veja onde há maior desperdício de recursos, como vazamentos ou instalação elétrica;
  • fornecedores: esse provavelmente será o maior desafio. Encontrar fornecedores que apoiam e fazem uso de políticas sustentáveis, para que todo o seu processo seja de fato sustentável;
  • capacite sua equipe: convencer todos na empresa sobre a importância de se tornar sustentável, desde a gerência até o operador.

De fato, uma empresa sustentável é protagonista na conservação da natureza e desenvolvimento da sociedade e, consequentemente, na manutenção responsável do nosso único lar. Dessa forma, é possível atender a uma demanda crescente do mercado por produtos com procedência ambiental e social sem prejudicar as operações e os negócios.

Gostou de saber qual a importância e como tornar sua empresa sustentável? Então curta nossa página no Facebook e acompanhe todas as postagens!