Confira como deve ser feita a iluminação para supermercados!



Os supermercados têm como principal característica a venda de mercadorias com a ausência de vendedores. Cada prateleira tem um tipo de produto, então, para que o cliente se sinta confortável e encontre com facilidade os itens que deseja, a luminosidade pode ser utilizada como uma poderosa ferramenta de marketing.

A iluminação para supermercados precisa ser planejada por meio de um projeto que apresente um fluxo luminoso adequado e que contenha um índice de cores que deixem os produtos mais atraentes aos olhos dos consumidores. Assim, o ambiente vai ficar receptivo e agradável aos públicos de todas as faixas etárias.

Deseja saber mais sobre como deve ser feita a iluminação para supermercados? Continue a sua leitura!

O que é um projeto de iluminação?

O projeto de iluminação, que também é conhecido como projeto luminotécnico. Juntando as duas funções, que são a estética do ambiente e a funcionalidade, os projetos tendem a render bons resultados para os donos dos supermercados.

Para que ele possa ser realizado com eficácia, é necessário contar com a ajuda de profissionais da área, que vão analisar a planta do local e utilizar as especificações de instalação elétrica com as luminárias corretas para cada área do local. Isso é fundamental para que o projeto possa ser aplicado de maneira correta e para que ele agrade tanto o proprietário como os clientes do supermercado.

Depois que o projeto estiver pronto, ele precisa passar pela avaliação do dono do estabelecimento. As exigências e necessidades dele devem ser levadas em consideração, afinal, ele é quem está interessado em aperfeiçoar as condições ambientais do seu negócio, e sabe perfeitamente quais são os pontos que necessitam de maior ou menor iluminação.

Por que um projeto de iluminação é tão importante para um supermercado?

Um projeto de iluminação é extremamente importante para o sucesso de um supermercado, pois além de trazer conforto aos funcionários e aos clientes, ele também oferece sofisticação ao local. Outro ponto relevante é que, seja na parte interna, seja na área externa do empreendimento, a visibilidade é essencial para valorizar a decoração.

As luminárias precisam estar adequadas para cada sessão do supermercado e certos pontos devem ser avaliados, tais como:

  • design das luminárias harmonioso;
  • curva de distribuição luminosa que provê nível adequado de iluminação;
  • temperatura de cores;
  • índice de reprodução de cores que valorize os produtos e as gôndolas;
  • potência correta para baixo consumo de energia;
  • fluxo luminoso adequado para que o nível de iluminação atenda às normas vigentes e valorize o salão de vendas.

Todo projeto de iluminação de um estabelecimento comercial passa por avaliações técnicas para o cumprimento de normas legais. Também, pela análise de psicólogos, que ajudam a pensar em como o cliente se sente quando está na frente de uma gôndola.

Ele precisa se sentir animado, pois assim vai comprar mais. Outros cuidados devem ser tomados para que a luminosidade fique perfeita. Veja, abaixo, as nossas dicas!

Estruture um projeto luminótecnico com LED (Light Emitting Diode)

Apostar em um projeto luminotécnico com luminárias de LED é uma ótima opção. Essa tecnologia oferece inúmeros benefícios aos supermercados que utilizam essas alternativas em seus ambientes. Veja quais são os principais:

  • redução de custos tanto com energia como com manutenção;
  • valorização dos produtos expostos.

A luminária de LED correta faz com que o cliente queira comprar o produto assim que bater os olhos nele. Criar sessões mais coloridas é uma boa estratégia, pois destaca as prateleiras, chamando a atenção dos consumidores para que andem até elas e analisem os produtos expostos.

Vale a pena lembrar que o nível de iluminação adequado atende à norma NBR8995-1, que foi criada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Nela, são regulamentados requisitos de luminosidade para os locais de trabalho, por exemplo:

  • Áreas de vendas para varejo;
  • Escritórios;
  • Área de expedição e estocagem;
  • Centro logístico;
  • Áreas de padarias;
  • Estacionamentos.

A Norma Regulamentadora estabelece o nível de visibilidade necessário para cada um dos ambientes de trabalho e oferece cálculos para garantir a qualidade do projeto luminotécnico. Todos esses locais devem ficar iluminados adequadamente, de modo que os trabalhadores possam desempenhar as suas funções de maneira eficiente ao longo da jornada de trabalho.

É muito importante observar que pode-se utilizar níveis de iluminação acima do exigido em norma desde que respeite o índice de ofuscamento, mas não pode-se utilizar níveis inferiores.

Considere a iluminação LED com altos índices de reprodução de cor

Objetos que são vistos com o uso de luz natural são enxergados com uma tonalidade diferente dos que estão sendo iluminados por luzes artificiais. Sendo assim, uma escala de cores foi criada e chamada de IRC (Índice de reprodução de cores).

Quanto mais alto estiver o índice, mais perto da cor natural vai estar o item, o que agrada o olhar do cliente do supermercado. Portanto, considere essa opção de luzes.

Para supermercados o ideal segundo a norma vigente é um índice de reprodução de cor superior a 80.

Invista em sensores e dimerização para redução de consumo e aumento do retorno do investimento

Fazer o investimento em luminárias LED dimerizáveis com sensores de luz natural é uma ótima opção. A combinação dos dois itens faz com que aconteça um controle automático da intensidade de luz, fazendo um gerenciamento da iluminação artificial que é compensada com a luz natural.

Um sistema de iluminação inteligente, ou seja, com automação, proporciona até 15% a mais de economia com energia.

A luminosidade vai ficar mais potente em determinados momentos e mais amena em outros, o que gera a economia de energia. Em locais como áreas restritas, banheiros e estacionamentos, também é possível economizar energia com os sensores de presença, que vão ligar e desligar a luz no momento em que as pessoas entrarem ou saírem dos ambientes.

Os sensores de presença possuem aplicação ideal para áreas de estocagem tanto das lojas quanto dos centros logísticos.

Esteja atento aos espaços principais

Preste atenção às luminárias que podem ser usadas em cada seção do supermercado. Nas prateleiras, invista em um tipo de específico que destaque os itens. Já nos corredores, opte por colocar um jogo de luzes, que em conjunto com o piso claro, faz com que os clientes tenham uma impressão de ser um ambiente amplo.

Não se esqueça de escolher uma iluminação de destaque para os pontos principais do mercado. Evidencie determinada área do estabelecimento colocando luzes específicas nela. Entre os locais que podem ser destacados estão a padaria, o setor hortifrúti e o açougue. Para conseguir criar um efeito foco, utilize luminárias e refletores de LED.

Você pode unificar o modelo de luminária para melhor gerenciamento futuro e menor custo nas instalações.

Considere a utilização de contraste no projeto

Enquanto na luminosidade de destaque o supermercado procura destacar certos produtos, jogos de fachos de luz nas paredes, contrastes e sombras podem aumentar ou diminuir a intensidade das luminárias, modificando a percepção nos ambientes. Portanto, considere a utilização de contraste no seu projeto.

Agora, você ampliou os seus conhecimentos sobre iluminação para supermercados! Use as nossas dicas para alcançar as vantagens mencionadas neste artigo, dentre as quais estão o baixo custo manutenção, a atratividade do ambiente e a redução das despesas com o consumo de energia.

Não se esqueça de escolher profissionais especializados para fazer o seu projeto e poder aproveitar todos os benefícios! Está precisando fazer um projeto de iluminação para supermercado? Entre em contato conosco!

[rock-convert-pdf id=”6662″]




Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário