Variação de energia em luminária LED: entenda como funciona



A substituição de luminárias comuns por luminárias LED é um investimento que traz grandes benefícios, principalmente nas empresas, com a redução no consumo de energia elétrica e maior qualidade na iluminação. No entanto, é necessário contar com um projeto eficiente em que as variações/oscilações da rede elétrica não comprometam o rendimento das luminárias LED.

A razão disso é que as luminárias LED são mais sensíveis a surtos e oscilações de tensão do que a iluminação tradicional. Assim, sem a proteção adequada, a economia esperada não acontece, em função da necessidade de despesas com a troca de equipamentos.

Então, como dimensionar o projeto de forma que as luminárias LED tenham maior vida útil? Para entender melhor, continue a leitura deste post!

Por que as luminárias LED são sensíveis à variação de energia?

tecnologia LED (Light Emission Diodes ou, na tradução, Diodos Emissores de Luz) está cada vez mais presente nas soluções de iluminação, justamente em função dos benefícios proporcionados.

Os dispositivos garantem uma economia de cerca de 80% no consumo de energia elétrica, além de apresentarem outras vantagens, como o fato de não emitirem raios ultravioleta ou infravermelhos a terem excelente eficiência energética e grande durabilidade.

Em comparação com outros tipos de luminária, a economia dos modelos LED decorre do menor consumo de energia e maior durabilidade. Além disso, nos locais iluminados por LEDs, a eficiência do ar-condicionado é maior e o conforto também.

No entanto, para garantir os benefícios, é essencial que o projeto conte com um sistema de proteção adequado. A razão disso é que, para o LED funcionar, é necessário um conversor de energia chamado Driver, que fornece os parâmetros de alimentação ideal para as placas de LED. Ou seja, se o Driver não estiver funcionando, a luminária LED não vai funcionar também. E como os componentes eletroeletrônicos são muito sensíveis a variações bruscas de tensão, é necessário protegê-lo da melhor forma para garantir o bom funcionamento da luminária.

Saiba o que causa oscilação de energia

Vários fenômenos podem interferir nas oscilações de energia e prejudicar o sistema de iluminação sem proteção adequada:

  • sobretensão, que pode ocorrer quando um raio atinge um poste de luz ou equipamento periférico de iluminação pública por exemplo, gerando uma tensão (voltagem) diferente nas linhas de transmissão;
  • sobretensão também quando uma descarga atmosférica (raio) atinge uma árvore ou um edifício com para-raios, e nesse ambiente é criado um gradiente de tensão nas redondezas;
  • afundamento de tensão, também conhecido como “voltage sag”, uma alteração súbita na rede elétrica com redução de tensão por um período de curta duração, seguido de uma restauração. A principal causa desse fenômeno são curtos-circuitos na rede;
  • surto elétrico, uma variação súbita de corrente, tensão ou potência que causa danos aos equipamentos elétricos e eletrônicos não protegidos ligados à rede. Além de descargas atmosféricas, uma situação comum que origina o surto é quando as concessionárias de energia efetuam manobras na rede, interrompendo ou reconectando a distribuição em determinados bairros ou ruas;
  • situações de blackout ou religamento de energia, que também são grandes fontes de distúrbios eletromagnéticos.

A má qualidade no fornecimento de energia pode comprometer a vida útil dos equipamentos eletroeletrônicos, incluindo as luminárias LED. Essas oscilações de energia elétrica são responsáveis por enormes perdas, e em especial para a nossa região, onde temos uma grande incidência de descargas atmosféricas.

 

[rock-convert-cta id=”7350″]

 

Como evitar impactos da variação de energia em luminária LED?

Agora que você já entendeu as razões de possíveis queimas em luminárias LED, fica mais simples perceber a importância de fazer um bom projeto, que proteja a instalação e evite que os dispositivos precisem de manutenção ou sejam substituídos antes do fim da vida útil, o que, sem dúvida, geraria um grande prejuízo.

Assim, em primeiro lugar, é importante que toda a instalação elétrica seja bem dimensionada e conte com uma PROTEÇÃO DPS (dispositivo de proteção contra surtos). Essa instalação deve seguir as diretrizes da norma NBR 5419 e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que aborda a proteção de estruturas contra descargas atmosféricas.

É importante também ter um circuito exclusivo para a iluminação, incluindo o dispositivo contra surto (DPS). Quando instalado corretamente, conforme as normas NBR 5410 e NBR 5419, o DPS reduz de forma significativa o risco de danos.

Existem três classes de dispositivos contra surtos:

  • classe I: são utilizados em ambientes externos, expostos a condições atmosféricas diretas;
  • classe II: têm capacidade para controlar correntes induzidas que penetram nas edificações e são instalados nos quadros secundários de distribuição;
  • classe III: são destinados à proteção fina de equipamentos ligados à rede elétrica.

Os dispositivos contra surtos garantem maior segurança e confiabilidade ao sistema, o que reduz os riscos de perdas e danos e promove o aumento da vida útil dos equipamentos.

É importante lembrar que fenômenos naturais, como descargas atmosféricas, não são previsíveis, bem como desligamentos por parte da concessionária que não podem ser previstos. Por essa razão, o uso de componentes de proteção contra surtos é fundamental para preservar o equipamento e o investimento como um todo.

Além do projeto adequado e do tipo de DPS correto, é fundamental utilizar também luminárias LED de fabricantes confiáveis, que ofereçam produtos certificados e suporte aos clientes para resolução de dúvidas e esclarecimentos sobre as formas de garantir a segurança na instalação, impactando diretamente a vida útil do dispositivo, e para que o investimento proporcione o melhor custo-benefício.

Gostou de saber um pouco mais sobre os projetos de instalação de luminárias LED e os cuidados para evitar perdas? Acompanhe nossa página no Facebook e fique por dentro de outras informações sobre esse mercado!